CRE debate turismo gastronômico e promove degustação e mostra de artesanato – Agência Senado

A internacionalização do turismo gastronômico brasileiro será o tema do debate desta quinta (2) na Comissão de Relações Exteriores (CRE), a partir das 10h. Entre os debatedores estará um chef de cozinha de renome mundial, o paulista Alex Atala. No mesmo dia haverá uma degustação de comidas típicas da Região Norte no Restaurante dos Senadores, a partir das 12h30.

O debate faz parte do ciclo A Internacionalização da Gastronomia e do Turismo como Indutores do Desenvolvimento Regional, parte de um dos eixos do plano de trabalho da comissão.

— Conhecer as comidas típicas da região Norte é uma oportunidade deliciosa de conhecer a cultura nacional. Só assim vamos gerar emprego e renda para afastar a crise — afirma a senadora Kátia Abreu (PP-TO), presidente da CRE e autora da iniciativa.

Eleito chef do ano pelo Guia Quatro Rodas em 2006, Alex Atala teve um de seus restaurantes, o D.O.M., em São Paulo, considerado o sexto melhor do mundo e o melhor da América do Sul na lista “World’s 50 Best Restaurants de 2013”, publicada pela revista especializada britânica Restaurant.

Além dele, os convidados para o debate — todos por videoconferência — são:

  • Vinícius Lages, diretor técnico do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) de Alagoas e ex-ministro do Turismo;
  • Augusto Pestana, presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex);
  • William França, secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo do Ministério do Turismo.

Mostra de artesanato

Está prevista para as 15h desta terça-feira (31) a inauguração da Exposição Cultural da Região Norte. A mostra ocorre no Espaço Ivandro Cunha Lima, do Senado Federal. Na exposição de artesanato, estão peças do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins, os sete estados do Norte. Os trabalhos são produzidos com fibras, coquinhos, cerâmica, pedra-sabão, barro, couro, madeira e látex. Além das cestarias e dos potes, há colares, pulseiras e brincos, com destaque para o “capim dourado”, do Tocantins.

A exposição, o debate e a degustação dão início a um projeto da CRE, com apoio do Sebrae, que visa promover a economia criativa — nome dado ao conjunto de negócios baseados no capital intelectual, cultural e na criatividade que gera valor econômico.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Tags: No tags

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *