Turismo tem alta de 47,5% em maio, mas ainda sofre efeitos da pandemia – EBC

Leonardo Paiva é dono de uma agência de turismo de Anápolis, em Goiás. A empresa dele sofreu com a pandemia de covid-19, assim como todas as que trabalham com turismo. Leonardo conta que teve que se reinventar como empresa para se adaptar ao novo cenário, oferecendo serviços diferenciados. 

E não foi só a empresa do Leonardo que sofreu com a pandemia. O setor vem amargando perdas desde março do ano passado. Mas parece que as coisas estão começando a melhorar. O faturamento do turismo aumentou 47,5% em maio de 2021, se comparado ao mesmo mês de 2020. Mas esse número ainda não chega nem perto do desempenho em 2019. Isso é o que demonstra uma pesquisa da Fecomércio-São Paulo. Mariana Aldrigui, presidente do Conselho de Turismo da Federação, destaca que a maneira de fazer turismo mudou, em razão da pandemia. E ela explica porque isso interfere no faturamento do setor. 

Mariana ressalta, ainda, que com o início da vacinação contra covid-19 e a adaptação dos prestadores de serviço às exigências sanitárias de funcionamento, a partir de janeiro de 2021 o turismo começou a crescer novamente. Ela acredita que essa curva crescente deve continuar e atingir um pico no final de agosto, o que pode elevar os preços e reduzir a quantidade de vagas em voos e hotéis. Mariana garante que o cenário ainda é de muita cautela, mas as perspectivas para o setor são muito otimistas.

O transporte aéreo foi o setor que registrou o maior prejuízo em relação a 2019, perdendo metade do faturamento. A queda em atividades como locação de veículos, agências e operadoras de turismo, foi 13,2% em maio em relação a 2019.

Tags: No tags

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *